Análise redes sociais: métricas do Facebook, Instagram e Twitter no setor de calçados

Tempo de leitura: 5 minutos

Não é novidade que as marcas da indústria calçadista estão utilizando as redes sociais como forma de marketing e venda. Mas onde elas estão presentes? Quais marcas dominam as redes? Quais atingem mais usuários? A análise de redes sociais é fundamental para responder essas perguntas.

Grande parte do público-alvo das empresas calçadistas está presente nas principais mídias sociais como Facebook, Instagram e Twitter. Como trabalham com produtos que possuem um apelo muito visual, é natural que os consumidores busquem se informar e escolher modelos de calçados a partir de fotos nos perfis das próprias marcas e de suas páginas de e-commerce.

As grandes empresas desse setor são associadas a um estilo de vida desejado, portanto, são muito mencionadas espontaneamente por perfis pessoais nas redes. E foi buscando entender como as empresas calçadistas se comportam nas mídias sociais que a Sentimonitor realizou uma análise nas redes sociais dessas empresas focando na presença social de nove grandes marcas do segmento.

A partir da nossa plataforma própria de monitoramento e de análise de mídias sociais, observamos métricas no Instagram, Twitter e Facebook, como: crescimento do número de fãs, número de seguidores, engajamento, menções espontâneas e interações.

Baixe os highlights

Análise das Redes Sociais e a repercussão em Portais de Marketing: o fim do Twitter?

Para a realização da análise de redes sociais foram capturadas mais de 142 mil mensagens. As marcas selecionadas para o estudo possuem grande presença digital e uma vasta comunidade de fãs e seguidores nas mídias analisadas. No Facebook a comunidade de todas marcas é de 16 milhões de fãs, no Instagram, 6,6 milhões de seguidores e no Twitter, 233 mil seguidores.

Nossas conclusões foram mencionadas por importantes portais especializados em marketing e comunicação, como o portal
Coletiva, e também o portal Meio & Mensagem, que publicou uma matéria sobre a extensão do recurso Moments do Twitter.

Uma das principais conclusões de nossa análise das redes sociais dessas empresas foi destaque nesta matéria: As marcas estão deixando de utilizar o Twitter. Isso está acontecendo pelo fato de a rede social ser muito focada em textos, e não tanto em fotos e vídeos, que são disponibilizados por outras como Facebook, Instagram e SnapChat.

Análise Redes Sociais Setor de calçados sentimonitor
Fonte: Meio & Mensagem

Monitoramento de Redes Sociais: Repercussão em portais de pólos calçadistas

A análise das redes sociais do setor calçadista também gerou repercussão em portais de notícias de importantes pólos calçadistas brasileiros. O Jornal NH do Vale dos Sinos realizou uma matéria sobre nosso relatório, e o Sindifranca (Sindicato das Indústrias de Calçados de Franca) também publicou as principais conclusões de nossa análise das mídias sociais.

Análise Redes Sociais Setor Calçadista
Fonte: Jornal NH

Realizar a análise das redes sociais de grandes marcas de um setor é essencial, afinal, a partir da inteligência competitiva dessas comparações é possível direcionar os esforços das equipes de marketing para as melhores práticas e estratégias nas redes sociais que podem ser aplicadas para este e outros segmentos que possuem a mesma característica – produtos focados na parte visual.

análise redes sociais calçados sentimonitor

Métricas no Facebook, Instagram e Twitter: Principais Highlights do estudo

De acordo com a análise das mídias sociais que realizamos sobre a presença de nove marcas do setor de calçados, foi possível observar que o Instagram tornou-se a principal rede social para este tipo de produto, enquanto o Twitter está sendo deixado de lado. As marcas analisadas são: Melissa, Dijean, Dakota, Piccadilly, Via Marte, Corello, Arezzo, Azaleia e Santa Lolla.

A seguir, alguns insights da análise das redes sociais do setor de calçados:

  • Alto número de fãs não significa alto engajamento. Na análise realizada, uma marca que possui 3 milhões de fãs tem engajamento maior que uma marca que possui 5 milhões de fãs. Já a marca Dijean, mesmo possuindo o menor número de fãs das 9 marcas analisadas, recebeu o terceiro maior número de curtidas nos seus posts nas redes sociais;
  • As duas marcas que apresentaram o maior percentual de crescimento de fãs no Facebook não são as marcas que possuem o maior número total de fãs;
  • Você conhece o princípio de Pareto? Ele também funciona nas redes sociais. A marca que possui maior presença no Instagram (entre as nove analisadas) possui 1,2 milhões de curtidas. Já a segunda colocada possui pouco mais da metade deste número;
  • A Melissa, entre as marcas analisadas, predomina em alcance e menções no Twitter. A marca foi a mais citada pelos usuários, com 8,6 mil menções espontâneas. Além disso, entre todos os perfis que citaram as nove marcas, os dois perfis mais influentes e com mais seguidores mencionaram e a Melissa em suas postagens;
  • Quatro das nove marcas analisadas não utilizam os seus perfis do Twitter desde 2014.
Recomendamos para você:  Métricas Instagram: análise, monitoramento e sentimentalização

Quer entender melhor o comportamento das marcas deste segmento a partir do monitoramento de mídias sociais e descobrir quais delas apresentam as maiores taxas de crescimento e engajamento nas redes?

Acessar estudo completo

Não deixe de analisar as redes sociais da sua empresa e da concorrência! Entre em contato (contato@sentimonitor.com) conosco.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *