Instagram: fundamentos para Monitoramento

Tempo de leitura: 12 minutos

Nota: O Facebook e o Instagram realizaram alterações em suas APIs em abril de 2018, que restringiram as informações permitidas para coleta e armazenamento de suas redes sociais. Para conferir o mudou no Instagram leia este post. Para entender as mudanças no Facebook clique aqui.

O Instagram é uma rede social e um aplicativo para smartphones que permite o compartilhamento de fotos e vídeos. Nesta rede é possível utilizar filtros nas imagens e vídeos – o que torna o Instagram uma rede social totalmente focada no visual. A proposta é que mesmo fotos e vídeos amadores pareçam profissionais através dos filtros. Além disso é possível marcar a localização das fotos e vídeos e marcar usuários nas publicações.

As postagens são compartilhadas em uma linha do tempo, o que permite que os usuários acompanhem o que acontece em tempo real. Atualmente, as fotos podem ser compartilhadas em outras redes sociais – como Facebook, Twitter, Tumblr, Flickr e Foursquare.

A hashtag (#) tem a função de indexar temas. É amplamente utilizada em legendas e comentários dos usuários. O Instagram é também acessível na web, mas apenas com as funções de visualização, comentários e curtidas. Para fazer o upload de fotos é necessário utilizar a versão mobile do aplicativo.

Conhecendo a história do Instagram

O Instagram surgiu em 2010 e desde então apresentou diversas novas funcionalidades e conquistou centenas de milhares de novos usuários. Preparamos uma linha do tempo para melhor compreensão do que aconteceu nestes anos:

2010

O Instagram foi lançado em outubro de 2010. Dois meses depois, em dezembro,  a rede havia atingido um milhão de usuários.

2011

Em setembro de 2011, o Instagram contava com 150 milhões de fotos compartilhadas. No mesmo ano o Instagram ganhou o prêmio de “aplicativo do ano para Iphone”.

2012

Em abril de 2012, o aplicativo passa a estar disponível também para Android. Em setembro de 2012, o Facebook anunciou a compra do Instagram por $ 1 bilhão.  Após, as páginas puderam ser vistas também na Web (anteriormente só era possível acessar o Instagram através dos smartphones). Ainda em 2012, os usuários puderam adicionar locais as suas fotos (através de geolocalização).

2013

Em junho de 2013 o compartilhamento de vídeos até 15 segundos foi permitido. Em setembro de 2013, o Instagram atingiu 150 milhões de usuários.  No final do mesmo ano, em dezembro, foi lançada a funcionalidade de envio de mensagens diretas (com fotos e filtros), e a possibilidade de monitorar hashtags no Sentimonitor.

2014

No início de 2014, um relatório do Global Web Index mostrou que Instagram foi a rede social com o mais rápido crescimento. Seus usuários ativos cresceram 23% em apenas 6 meses. Poucos meses depois, o Instagram ultrapassou o Twitter em usuários móveis. O aplicativo de compartilhamento de fotos atingiu 35 milhões de usuários móveis mensais, quase cinco milhões a mais do que aqueles no Twitter móvel.

2015

Em 2015 o Instagram lançou uma espécie de chat por mensagem  direta. No mesmo ano, as fotos puderam ser compartilhadas, pela primeira vez, em formatos diferentes do quadrado (600×600 pixels) – agora também em vertical (2048 x 2048) e horizontal. O Sentimonitor passa a permitir também o monitoramento de perfis públicos específicos a que um usuário tenha acesso.

Recomendamos para você:  INFOGRÁFICO: Jornada do consumidor e métricas nas redes sociais

É importante ressaltar que durante todo o período, desde o seu lançamento até hoje, o Instagram atualizou os filtros e funcionalidades para a edição das fotos de acordo com a necessidade dos usuários.

Atualmente, o Instagram tem cerca de 300 milhões de usuários ativos, o Brasil ocupa o terceiro lugar de usuários na rede, perdendo apenas para os Estados Unidos e a Rússia.

Compreendendo as funcionalidades do Instagram

No Instagram, cada usuário recebe um @ em frente ao nome. É o nome do usuário. Cada vez que o usuário for citado na rede ou marcado em alguma publicação, receberá a notificação que o seu nome (com o @) recebeu uma menção.

O usuário pode seguir outros usuários – e a partir disso, cada publicação dos usuários seguidos aparecerá na linha do tempo. A interação não é necessariamente mútua, um usuário pode seguir sem ser seguido ou, ao contrário, ser seguido e não seguir de volta outro usuário.

O Instagram também permite que os usuários se enviem mensagens diretas. É permitido também curtir fotos, fazer comentários, marcar pessoas em fotos e enviar fotos postadas na rede para pessoas que você segue através de mensagens diretas.

Compra direta

Recentemente o Instagram também adicionou a opção de compra direta (redirecionando para sites) em posts patrocinados (posts pagos para aparecer em determinadas linhas do tempo).

Instagram: a melhor rede social para marcas interagirem com usuários

O Instagram é uma rede social que permite compartilhar fotos e vídeos  – ou seja,uma rede social extremamente visual. Essa característica é importante para marcas  que possuem produtos esteticamente agradáveis – a chance de engajamento nesse caso é maior. Marcas que trabalham com vestuário, setor alimentício, acessórios etc.

De acordo com uma pesquisa da consultoria Forrester Research, o Instagram é a melhor rede social para as marcas interagirem com os usuários, ficando à frente do Twitter e do Facebook, por exemplo.  Isso porque o engajamento gerado no Instagram é maior que em outras redes.

Para essa pesquisa, a consultoria comparou páginas de 50 grandes marcas que possuem perfis nas redes sociais. Apesar de algumas possuírem mais seguidores no Facebook, por exemplo, o número de curtidas e comentários foi menor do que no Instagram, mesmo com menos seguidores.

E a sua empresa, tem produtos visualmente agradáveis?

Caso queira entender melhor como orientar a sua produção de conteúdo e suas ações de marketing no Instagram, entre em contato com a gente e comece a monitorar as melhores práticas nesta rede!

Como o Instagram pode ser utilizado 

O Instagram é uma rede social que permite compartilhar fotos e vídeos  – ou seja,uma rede social extremamente visual. Essa característica é importante para marcas  que possuem produtos esteticamente agradáveis – a chance de engajamento nesse caso é maior. Marcas que trabalham com vestuário, setor alimentício, acessórios etc.


Likes instagram

De acordo com uma pesquisa da consultoria Forrester Research, o Instagram é a melhor rede social para as marcas interagirem com os usuários, ficando à frente do Twitter e do Facebook, por exemplo.  Isso porque o engajamento gerado no Instagram é maior que em outras redes.

Para essa pesquisa, a consultoria comparou páginas de 50 grandes marcas que possuem perfis nas redes sociais. Apesar de algumas possuírem mais seguidores no Facebook, por exemplo, o número de curtidas e comentários foi menor do que no Instagram, mesmo com menos seguidores.

1. Quero descobrir quem são os influenciadores da minha marca no Instagram

Recomendamos para você:  Redes sociais: Não existe almoço grátis

É possível encontrar influenciadores de diversas formas. Através do monitoramento de uma  hashtag no Instagram, por exemplo, é possível detectar quem são as pessoas que mais falam sobre essa hashtag e classificá-las como apoiadores ou detratores.

2. Quero avaliar qual o tipo de conteúdo postado que gera mais engajamento ou vendas no Instagram

Para avaliar a performance da sua marca no Instagram, saber o  quanto falam sobre você não é o suficiente. É importante entender o formato de conteúdo que está gerando maior engajamento (fotos ou vídeos), quais as características textuais das legendas das imagens campeãs e quais os temas dos posts de maior interação.

A análise segmentada dos comentários nos permite saber a repercussão positiva ou negativa de cada post, se o engajamento é relevante (discussões futebolísticas ou políticas em meio a um post promocional não agregam à marca, e pouco agregam à promoção), e a proporção de assuntos relacionadas à marca, À SAC, e a proporção de SPAM, nos dando insights mais úteis e acionaveis acerca do engajamento gerado por um post(e evitando que promovamos em nossos canais próprios posts que geram engajamento mas não geram resultado).

3. Preciso engajar quem deu “repost” nas minhas publicações

Através de uma extensão do Instagram é possível dar “repost” em uma publicação da sua marca ou empresa (ou seja, repostar uma imagem) – porém o Instagram não mostra essas “re-postagens”, já que são feitas através de uma extensão (outro aplicativo).

Através do monitoramento de redes sociais é possível detectar quais perfis repostaram a sua publicação. Dessa forma, é possível compreender quem está repostando a sua foto, e se este repost foi feito por um apoiador ou por um detrator, e engajar potencializando ou neutralizando, de acordo com cada caso, os originadores de cada repost.

4. Preciso orientar a estratégia de minha produção de conteúdo no Instagram

Ao monitorar sua marca no Instagram ou até mesmo alguns hashtags relacionados ao seu negócio nas redes sociais, você pode obter insights poderosos e combinar a descoberta de influenciadores com conteúdo que gera valor ao seu público. Através do monitoramento de uma hashtag você pode descobrir quem são os usuários que estão falando sobre determinado assunto  de interesse da sua marca e acioná-los para divulgação de seu conteúdo. Em uma estratégia ainda mais sofisticada, você pode descobrir os interesses destes influenciadores, as hashtags e assuntos que mais usam, e produzir conteúdo de interesse deles, exercendo uma influência sutil, mas efetiva.

Instagram: Quando priorizar sobre outras mídias sociais

Afinal, quais empresas e marcas devem focar no Instagram? E qual é o público que mais acessa essa rede? O Instagram é uma rede social focada no visual – baseada no compartilhamento de fotos e vídeos. Recentemente, a GlobalWebIndex fez uma análise a respeito dos usuários do Instagram e constatou que se trata da rede social com a maior presença de jovens (18-35 anos). Este dado é muito importante para perceber a faixa etária que mais acessa o Instagram. Porém, também é importante que as marcas não esqueçam das outras faixas etárias que acessam a rede – adultos e idosos.

Recomendamos para você:  Influenciadores e Redes Sociais: Quem, por que, para quê?

Desde a sua criação, o Instagram é focado no mobile, ou seja, as pessoas que utilizam essa rede social também possuem um smartphone (inclusive porque fotos e vídeos só podem ser postadas através do smartphone).

Que tipo de negócio ou empresa deve focar no Instagram

O Instagram é uma rede social focada em mobile, extremamente visual e jovem, então se algum desses requisitos também preencher os “requisitos” do público da sua empresa ou marca, ela com certeza deve dar uma atenção especial ao Instagram.

Empresas de vestuário (que queiram mostrar suas roupas, novas estampas etc) têm uma oportunidade única no Instagram – é possível mostrar como as roupas são feitas, novas coleções e estampas, entre outros. Empresas do setor alimentício também tem no Instagram um grande aliado – através de uma foto ou vídeo é possível divulgar um prato, como o prato é feito, enfim, despertar os sentidos do usuário.

Como uma marca pode engajar o público no Instagram

As pessoas, em geral, não estão no Instagram para se deparar com posts profissionais ou sobre produtos diariamente. Os usuários não querem seguir marcas que postem fotos apenas de produtos. Prova disso é que fotos pessoais e sobre um estilo de vida recebem mais engajamento do que fotos sem esses elementos, segundo o pesquisador Dan Zarella. Outro dado interessante, também capturado pelo pesquisador, que analisou mais de 1000 fotos no Instagram,  é que fotos com rostos de pessoas recebem 35% mais engajamento do que fotos sem.

rostos instagram

Outro ponto a ser pensado é que o Instagram foi feito para a publicação de fotos. Por isso é importante também focar na estética e na qualidade delas. Tornar uma marca o mais pessoal possível e ter um Instagram esteticamente agradável torna o público mais engajado e fiel à sua marca.

qualidade instagram

A seguir, alguns pontos, além dos já citados, que podem engajar o público da sua empresa:

  • Vídeos: Através dos vídeos de 15 segundos é possível mostrar uma equipe, fazer preview de novos produtos e novas coleções, além de compartilhar notícias importantes sobre a marca.videos instagram
  • Recompensa: É uma maneira de manter seus seguidores ativos. Por exemplo, se você tem um produto a ser vendido, é possível oferecer códigos exclusivos de desconto para quem te segue. É um meio de gerar interesse sobre sua marca e garantir que seus clientes retornarão ao seu Instagram para conferir suas novidades.
  • Interação: É uma troca. Curta fotos que mencionem sua marca, comente em posts de seus clientes e use hashtags relevantes e populares. Estabelecer esse diálogo pode te diferenciar dos seus concorrentes no Instagram.

E então, está pronto para começar a monitorar o que falam sobre a sua marca e as de seus concorrentes no Instagram? Crie sua conta e comece agora mesmo!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *