Entrevista: Monitoramento de redes sociais para produção de conteúdo

Tempo de leitura: 4 minutos

Como produzir um conteúdo que esteja de acordo com as necessidades do meu público? Essa dúvida é comum em muitas empresas e agências de propaganda e conteúdo (e também foi a dúvida da Egalitê Recursos Humanos Especiais). A boa notícia é que com a plataforma Sentimonitor é fácil compreender quais são essas necessidades e gerar um conteúdo assertivo! Vamos contar como a Egalitê encontrou na Sentimonitor a solução para a produção de conteúdo assertivo. Realizamos uma entrevista com a gerente de marketing da Egalitê, Laura Marcon. Confira:

Laura Marcon Egalitê Sentimonitor

  • O que é a Egalitê?
    A Egalitê é uma empresa de recursos humanos especiais, ou seja, auxiliamos as pessoas com deficiência a entrar no mercado de trabalho e as empresas a cumprir a lei de cotas com um recrutamento assertivo e na construção das melhores práticas de inclusão para que as pessoas com deficiência se desenvolvam como profissionais em um ambiente de trabalho produtivo para todos os envolvidos.
  • Como surgiu a ideia de buscar por uma plataforma de monitoramento e análise de mídias sociais? Qual era a necessidade?
    No ano passado, estivemos presentes em um evento sobre Big Data e nos encantamos com as possibilidades que tínhamos de monitorar termos, sentimentos, marcas, entre outros fatores referentes ao nosso mercado. Também estávamos com a ideia de trabalhar com inbound marketing, gerando conteúdo relevante. Por isso, uma ferramenta de monitoramento nos auxiliaria muito para saber o que nosso público estava querendo saber, quais as dores e necessidades dos nossos clientes e também quem tinha relevância para este público.
  • Como a Egalitê chegou até a Sentimonitor?
    Primeiramente, tivemos a experiência de conhecer pesquisa por dados em tempo real, achamos incrível, mas achamos que era muito amplo para nós que somos uma pequena empresa. Queríamos algo mais segmentado e que fosse mais prático. Assim, o diretor da Egalitê, o Guilherme, relembrou da Sentimonitor e disse que era válido o teste, que talvez fosse atender melhor nossas expectativas.
  • Como foi o processo de conhecimento da plataforma, funcionalidades e aplicações de uso? 
    Apesar de não entender muito ainda do assunto, conseguimos fazer bom uso por meio dos materiais disponibilizados e o atendimento incrível. Assim, foi possível entender cada etapa da plataforma e o que podíamos extrair com isso.
  • A partir da contratação da plataforma, como a Egalitê passou a utilizar a Sentimonitor? 
    Passei a utilizar a Sentimonitor praticamente todos os dias, ou quase todos. Acho que o que foi mais incrível foi fazer o monitoramento simultâneo de todas as plataformas. Como a gente trabalha com captação de leads, estou sempre buscando gerar conteúdos que atendam às necessidades dos potenciais clientes – que são empresas que precisam contratar pessoas com deficiência. Existe uma cota específica que determina que empresas com mais de 100 funcionários tem que ter 2% de pessoas com deficiência entre seus colaboradores e esse percentual vai aumentando conforme o número de funcionários que a empresa tem. Sendo assim, com a Sentimonitor, eu consegui ver que empresas estavam sendo autuadas por não estarem cumprirem essa cota, também vi que existem muitas dúvidas sobre a fiscalização e multas referentes a essa cota.
  • Quais ações a Egalitê tomou a partir dos insights extraídos da plataforma?
    Começamos a elaborar materiais que pudessem responder a essas dúvidas e mostrassem a Egalitê como solução. Atualmente, estou fazendo um eBook que fala sobre a Lei de Cotas e uma calculadora para auxiliar as empresas a saberem quantas pessoas com deficiência precisam contratar. Este insight veio pelas descobertas com a Sentimonitor. Além disso, identificamos alguns potenciais parceiros que vimos como influentes.
  • Como a Egalitê avalia a experiência com a plataforma?
    Acho que está sendo proveitosa e auxiliando o trabalho do marketing com os objetivos de inbound marketing principalmente.
  • Qual é a indicação para outras empresas?
    Com certeza indicaria, principalmente para empresas que buscam entender melhor seu público-alvo para que possam ser mais assertivas nas ações de marketing.
Recomendamos para você:  Monitoramento e Análise de Mídias Sociais: Fundamentos e Cases no Like U Festival

Você possui as mesmas dúvidas que a Laura ou quer entender melhor sobre monitoramento e análise de redes sociais? Crie uma conta na nossa plataforma ou entre em contato conosco! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *