[Parte I] Resenha Sentimonitor – FIC 2016: The Content Revolution

Tempo de leitura: 6 minutos

Neste dia 05 de outubro (quarta-feira), aconteceu o 12º Fórum de Interatividade e Comunicação (FIC 2016) em Porto Alegre, com o tema “A Revolução do Conteúdo” (The Content Revolution). Grandes players como Google, Buzzfeed, Spotify, Comic Con Experience e produtores independentes como o grupo de mídia global VICE, Youtubers e startups participaram do evento e compartilham experiências muito bacanas!

the-content-revolution

O “Marketing de Conteúdo” já vem sendo tema de diversas postagens aqui no blog da Sentimonitor (confira aqui). Por acreditar que o marketing de conteúdo realmente tem potencial de despertar o interesse, educar o mercado e tornar uma marca referência de conhecimento em assuntos relacionados ao seu produto ou serviço, nossa equipe, mais uma vez, marcou presença no evento – em 2015 participamos como parceiros da LG do Brasil em seu projeto de Big Data.

Eu (Ana Magnani, supervisora de atendimento e monitoramento na Sentimonitor 😊) e o Hugo Pinto, nosso gerente geral, fomos ao evento e queremos compartilhar com vocês um breve resumo sobre tudo que aprendemos ontem.

gif_ana
GIF da Ana Magnani no espaço ESPM | FIC 2016


Como o evento era dividido em três trilhas (Branded Content, Tech Marketing e Estratégias e Conteúdo Independente), nos dividimos para acompanhar um pouco de tudo. Vamos lá!

MARK SCHAEFER | The Content Code: Igniting your brand in a noisy world

O Mark é incrível, virei fã (confiram a foto)! Além de autor, palestrante, blogueiro e consultor de negócios mundialmente reconhecido, Mark também leciona Marketing na Rutgers University e já escreveu cinco best-sellers, incluindo O Tao do Twitter (o livro mais vendido sobre Twitter no mundo), The Content Code, aclamado pela revista INC como um dos cinco mais importantes livros de marketing do ano. Seus clientes? Pfizer, Dell, Adidas e a Força Aérea dos Estados Unidos. Viu? Falei que ele é incrível.

img_20161005_105119977
Ana Magnani e Mark Schaefer no FIC 2016

A palestra dele foi ótima e ele trouxe alguns dados muito bacanas, vou listar alguns aqui:

  • Atualmente, as pessoas consomem 10h de conteúdo por dia!
  • O Brasil é o segundo maior país do mundo em conteúdo consumido via redes sociais!
  • Estamos cada vez mais expostos aos mais diversos tipos e formatos de conteúdo. Porém, nossa retenção continua a mesma (óbvio, não é?). Então precisamos correr, pois fica cada vez mais difícil gerar conteúdo capaz e atrair a atenção e interesse do consumidor! O segredo está em encontrar e conhecer as pessoas que compartilham nosso conteúdo. O Mark disse que o número de pessoas que compartilha conteúdo é tão baixo, que como marca precisamos saber tudo sobre as poucas pessoas que compartilham – nome e motivo do compartilhamento são essenciais! É por te considerar referência? Para aparecer? Por amor à marca? Para ser engraçado? (…)
  • Gatinhos geram engajamento (sim!) e eles competem com o nosso conteúdo, mas isso não significa que você precisa fazer este tipo de post que não agrega valor ao seu público. Resumo: fuja dos gatinhos!

gatinho

Para Mark, precisamos “desbloquear“ nosso conteúdo para torná-lo visível ao público. Ele definiu 6 elementos para desvendar este código, os quais foram nomeados de BADASS!

Brand Development

Audience and Influencers

Distribution, Advertising, Promotion and SEO

Authority

Shareability

Social Proof and Social Signals

As dicas completas estão no livro dele: The Content Code – vale a leitura!

NETCOS | André Zimmermann | Conteúdos para marcas com influenciadores nativos digitais

A Netcos é uma empresa que conecta marcas e consumidores de vídeos online através de influenciadores. A “proposta“ do negócio deles é super interessante! Respondendo uma pergunta do público, o André comentou que a Netcos surgiu da dificuldade das marcas de conciliar a comunicação empresa-youtuber-agência.

Eles identificaram que as empresas que faziam parcerias com youtubers tinham muita dificuldade para alinhar expectativas, roteiro e avaliar resultados, e essa é justamente a necessidade que eles resolvem!

Para entender um pouco melhor sobre essa dinâmica, ele mostrou dois cases, um deles é da Tang e outro do banco Santander. Olha só:

Case Tang

A Tang (dos sucos mesmo, sabe?) tem uma rádio online e um app voltado para jovens que gostam de música! O problema é que o pessoal da Tang estava enfrentando uma dificuldade: como fazer com que as pessoas soubessem que a Tang tinha uma rádio, baixassem e usassem o app?

A solução da Netcos foi a seguinte: fazer uma parceria com a youtuber Viih Tube que tem mais de 3 milhões de inscritos no canal! Ela postou um vídeo falando sobre a rádio, dando informações sobre como funcionava e essa estratégia deu MUITO certo. Os comentários da ação foram bem positivos e a marca observou um aumento de 1.000% nos downloads do app. Confere o vídeo da ação!

Case Santander Meu Sabático

O Santander aproveitou a crise previdenciária no Brasil para falar com os jovens sobre a importância de guardar dinheiro para ter uma garantia no futuro! A dificuldade era: como falar sobre este assunto e encontrar estes jovens?

A solução foi fazer uma parceria com youtubers de grande influência para que eles levantassem a discussão com os jovens – dentre eles o canal Cadê a Chave que conta com mais de 1,7 milhões de inscritos!

Fabio Coelho | Tecnologia e Conteúdo – Insights, Engajamento e Criatividade na Revolução da Mobilidade

O Fábio é VP do Google – e é também o pai da Ivana do Master Chef Junior (lembra dessa história)?

Além dos micromomentos e da importância de influenciadores digitais, o Fábio contou um pouco mais sobre toda a história que envolveu a Ivana que, mesmo sem ganhar o Master Chef Junior, hoje é uma youtuber de 9 anos que possui seu próprio canal no Youtube para falar sobre receitas, o Cenoritas!

Fábio Coelho, VP do Google no FIC 2016

Ana Emília Cardoso (Jornalista) e Marcos Piangers (Comunicador) | Mamãe é Rock & Papai é Pop

A palestra deles foi sobre os livros que o casal lançou recentemente com crônicas sobre a experiência de ser pai e mãe! “O Papai é Pop” foi escrito por Marcos Piangers em 2015 e “A Mamãe é Rock” por Ana Emília Cardoso em 2016, depois do sucesso do livro do marido. No evento, eles contaram como encontraram em um assunto simples – falar sobre a educação e criação das filhas – a oportunidade de engajar tantas pessoas! Piangers teve o livro entre os mais vendidos no ranking da Revista Veja, Folha de São Paulo e Amazon – e Ana, sua esposa, está seguindo os mesmos passos.

(Rolou foto com eles também, claro!)

airbrush_20161005141932
Ana Magnani, Ana Emília e Marcos Piangers no FIC 2016

Veja a Parte II da Resenha do FIC 2016  😉

E você, participou do evento? Compartilhe suas percepções nos comentários! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *