Simplificando a criação de monitoramentos

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Recentemente disponibilizamos uma nova tela para a criação de monitoramentos. Apesar da tela anterior cumprir bem seu papel, tínhamos consciência de que, à primeira vista, a versão antiga parecia mais complexa do que realmente era. Com a nova tela, esperamos simplificar o processo de criação de monitoramentos para os novos usuários. Os usuários mais antigos irão perceber que a tela está mais limpa, exibindo apenas o que for relevante durante a criação de monitoramentos.

Farei uma breve apresentação da nova interface. Agora, ao clicar em “Novo Monitoramento”, você será levado à seguinte tela:

Tela de buscas de novo monitoramento
Tela de buscas de novo monitoramento

Um monitoramento é constituído de diversas buscas nas fontes. Como o monitoramento criado na imagem acima é novo, ele ainda não possui nenhuma busca. Por isso, apenas o botão “Nova Busca” estará habilitado. Veja a tela que é exibida ao clicar neste botão:

Tela de criação de buscas
Tela de criação de buscas

Na tela acima, você pode criar uma busca nas diversas fontes. Perceba que algumas fontes possuem opções específicas à ela, que são exibidas apenas quando a fonte é selecionada. Por exemplo, ao selecionar o Google News, você poderá filtrar as notícias pela língua em que foi escrita. O botão “Adicionar”, na parte de baixo desta tela, incluirá as buscas no monitoramento.

Note também a opção “Testar Busca” em algumas das fontes selecionadas. Após digitar o termo de busca, basta clicar neste link para ter um exemplo dos resultados que a busca irá retornar para aquela fonte.

Após adicionar uma ou mais buscas, você poderá gravar o monitoramento. Quando você clicar em “Gravar Monitoramento”, poderá digitar um título para o monitoramento. Ou, se você quiser, pode aceitar o título sugerido.

Esperamos que a nova tela facilite o trabalho dos usuários do Sentimonitor. Continuaremos observando a forma como os usuários usam esta nova tela, tentando melhorá-la ainda mais. Assim, se você tiver alguma sugestão, não deixe de nos contá-la.

Recomendamos para você:  Eleições 2014: Por que investir em Mídias Sociais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *